.: Transplante de Medula Óssea

.: O que você precisa saber sobre doação de Medula Óssea

É uma questão que ultrapassou a esfera dos laboratórios, terminando por atingir os lared de milhares de brasileiros vítimas de problemas sangüíneos. O HEMOVIDA pretende, aqui, esclarecer algumas dúvidas, que podem ser importantes na hora de tomar uma decisão vital para você e os outros.

.: O que é Medula Óssea?

É um tecido líquido, que ocupa o interior dos ossos longos e chatos. Ele produzos componentes do sangue, incluindo as células brancas, agentes mais importantes do sistema de defesa do organismo.

.: Quem necessita do transplante?

Pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causada por falência ou algum tipo de câncer no sangue, como, por exemplo: aplasia medular e leucemias.

.: E se não existir doador compatível entre familiares?

Procura-se um doador compatível em um Banco de Medula Óssea. O banco necessita de um número elevado de voluntários, para aumentar a possibilidade de encontrar um doador compatível. Por isso, são organizados bancos de doadores de medula óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita transplante, esse cadastro é consultado.

.: Por que é importante doar?

As chances de encontrar um doador de medula compatível são muito difíceis. Estima-se em 35% entre doadores parentes e 1 em 100.000 entre pessoas não aparentadas. Portanto, a existência de um número cada vez maior de pessoas, interessadas em doar, facilita a busca por um tipo de medula compatível. A compatibilidade é medida pela semelhança genética entre doador e receptor, através de um teste chamado HLA.

.: O que acontece ao encontrar um doador compatível?

O doador será consultado, para ter certeza de que deseja fazer a doação. Para o doador, o transplante será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

.: O que acontece ao doador antes da doação?

É realizado um exame clínico, para certificar seu bom estado de saúde. Não há exigência quanto à mudança de hábitos de vida, trabalho ou alimentação.

.: O que acontece ao doador antes da doação?

É realizado um exame clínico, para certificar seu bom estado de saúde. Não há exigência quanto à mudança de hábitos de vida, trabalho ou alimentação.

.: Quais os riscos para o doador?

Os riscos são praticamente inexistentes para os doadores. Até hoje, não há relato de nenhum acidente grave devido a este procedimento.

.: Como a medula é coletada?

Existem duas formas de se coletar a medula: por múltiplas aspirações, realizadas com agulhas especiais, na crista ilíaca(osso da bacia) sob anestesia; por aférese, procedimento feito por meio de retirada do sangue da veia, através de uma máquina especial, após o doador ter recebido uma estimulação com fatores de crescimento do sangue, que aumenta a quantidade de células tronco no sangue periférico, e em poucas semanas a medula será recomposta.

.: Como os pacientes recebem a medula óssea

Após um tratamento que destrói a própria medula, o paciente recebe a nova medula, através de transfusão. Em duas semana, a medula transplantada já estará produzindo células novas.

.: Procedimentos

  • Você precisa ter entre 18 e 55 anos e estar em bom estado de saúde
  • Apenas uma pequena quantidade de sangue é doada (10ml).
  • Se sangue é tipado para HLA, um teste de laboratório para identificar sua genética.
  • Seu tipo HLA será colocado no cadastro do REDOME(Registro de doadores de medula óssea / INCA / MS)
  • Quando aparecer um paciente, sua compatibilidade será verificada.
  • Se você for compatível, outros testes sanguíneos serão necessários
  • Se a compatibilidade com o paciente for confirmada, você será cosultado para decidir a doação.
  • Seu atual estado de saúde será avaliado.